QUARTA, 20 DE JUNHO DE 2018 | |

Princesa Isabel, PB

maispiaui.com no Facebook maispiaui.com no Twitter maispiaui.com no Google Plus Fale conosco
Publicado em 21/05/2018 às 15:47:51

Bancada piauiense pede agilidade na liberação de empréstimo em reunião com presidente da Caixa

1092_de.jpg

O presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Souza, garantiu à comissão representativa de deputados estaduais e representantes da bancada federal do Piauí agilidade na análise da prestação de contas da primeira parcela do Finisa I (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento). A reunião aconteceu na tarde da últi,a quinta-feira (17), em Brasília.

 

Durante o encontro, Nelson Souza garantiu, ainda, o imediato cumprimento da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Edson Fachin, tão logo seja registrada a decisão sobre o Finisa II.

 

A Caixa já apresentou para o ministro do STF uma proposta de desembolso. Fachin deve julgar a matéria nos próximos dias. "Os recursos do empréstimo são importantes para a continuidade de obras de infraestrutura, estradas e mobilidade urbana no Piauí", defende o deputado estadual Fábio Novo, que propôs a audiência com o presidente da Caixa.

 

Além de Fábio Novo, a reunião contou com a presença dos deputados estaduais Hélio Isaias (Progressistas), Liziê Coelho (MDB), Rubem Martins (PSB),  Georgiano Neto (PSD) e Ziza Carvalho (PT), senador Ciro Nogueira (Progressistas), deputados federais Assis Carvalho (PT), Paes Landim (PTB), Iracema Portela (Progressistas) e Júlio César (PSD).

 

“Foi uma reunião positiva e tivemos a resposta que esperávamos. Há muitas obras sendo feitas no Piauí que dependem desses recursos. Existe o compromisso da Caixa Econômica. Após a manifestação do ministro, a Caixa vai atender a determinação. O ministro já tinha solicitado um cronograma de desembolso, que já foi apresentado pela Caixa. Cabe agora ao ministro acatar ou não. Possibilitando, assim, a liberação desse recurso”, diz o deputado estadual Fábio Novo.

 

A conclusão de obras importantes para o Piauí depende da liberação da segunda parcela do empréstimo do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), que soma R$ 315 milhões.

Deixe seu comentário